4 de abr de 2013

[entrevista] "Onde é que eu me encaixo?" do escritor Eduardo Fortes convida os leitores a uma reflexão


Eduardo Fortes já escrevia há algum tempo para jornais impressos da cidade de Pouso Alegre e em uma dessas publicações, ele mantinha a coluna semanal “Onde é que eu me encaixo?”, que viria futuramente a se tornar o título do seu primeiro livro. Após dezenas de textos publicados o músico, compositor e empresário escreveu o primeiro livro de sua carreira. E foi sobre este trabalho, que Eduardo Fortes conversou com a equipe do blog Eu Amo Livros:

Eu Amo Livros: Você começou a escrever para um blog pessoal e para jornais pouso alegrenses. Quando e como você tomou esta iniciativa de se tornar um escritor?

Eduardo Fortes: A ideia de me tornar um escritor apareceu repentinamente na minha vida e de forma despercebida ou não planejada por mim. Eu apenas senti a necessidade de começar a escrever, uma vez que eu via, percebia e sentia muitas coisas, andando pelas ruas, pela vida, trocando experiências com as pessoas ao meu redor... Em um período que trabalhava em Pouso Alegre e Campinas, me sentia muito solitário em quartos de hotéis e por isso resolvi começar a escrever como forma de reflexão e ocupação do tempo. Era quase que um exercício reflexivo e terapêutico muito prazeroso. Assim nascia um escritor em mim.

Eu Amo Livros: E quando você teve a ideia de reunir os textos e montar o livro “Onde é que eu me encaixo?”

Eduardo Fortes: Através da Lei Municipal de Incentivo a Cultura de Pouso Alegre, eu vi uma chance de poder reunir meus textos e poder compartilhar alguns deles com mais pessoas e num formato físico, onde eu poderia concretizar e eternizar parte daquele período que vivi e muitas coisas que expressei em palavras. Foi meio que uma vontade de poder pegar, tocar e ver meus textos em folhas de papel, pintados letra a letra, com imagens e fotos que pudessem interagir com eles. Eu acho que queria ver meu textos nas prateleiras de livrarias e oficializar meu perfil e atividade como escritor.

Eu Amo Livros: O livro é um convite para que os leitores façam um reflexão sobre “onde é que eles se encaixam”?

Eduardo Fortes: Com certeza. Um dos objetivos da minha escrita é justamente essa – convidar o leitor a perceber o mundo a sua volta de uma nova forma; talvez com maior sensibilidades, com maior senso crítico e reflexivo. Tentar encontrar o nosso lugar, a nossa missão, onde é que nos encaixamos nesse mundo é uma tarefa nenhum pouco fácil, mas de grande valia para a nossa evolução e adiantamento por aqui. O mundo se torna um mundo melhor quando temos pessoas melhores passando por ele. Acredito que através da leitura, questionamentos, reflexões e novas percepções, o ser humano pode encontrar novos caminhos, novas práticas e formar novas concepções de vida, de relacionamento e convivência com o próximo e consigo mesmo.

Eu Amo Livros: “Onde é que eu me encaixo” é a sua estreia nas prateleiras das livrarias. Quais serão os seus próximos traços como escritor?

Eduardo Fortes: Já estamos formatando um novo projeto, um novo livro de crônicas, poesias, fotos e poesia concreta que deve ficar pronto ainda nesse ano de 2013 para lançamento em Pouso Alegre. Outro projeto é um romance com fortes pinceladas de insanidade, sexo, violência e surpresas dentro de uma estória intrigante de um casal quase que atípico, o qual se tornará um Pocket Book para 2014 com um desfecho totalmente inesperado pelo leitor.
  
Um trecho do livro...

“Desculpe-me se fui intolerante demais e também pelas palavras que deixei escapar de minha boca. Só agora sei que estão soltas ao vento, por aí, e que delas já não sou dono mais.
Desculpe-me pelas vezes que não soube ouvir. É que, em minha cabeça, habitavam pensamentos que me entupiam os ouvidos com um silêncio ensurdecedor.
Sinto muito pelas cenas que perdi e pelos gestos que não pude enxergar. A fumaça entrava-me pelos olhos e, sufocante, chegava a cegar-me os pulmões.”
Trecho do Texto – Nossos Sentidos

“Se fosse pra te tocar,
tocaria na tua ferida pra ouvir teu grito e conhecer tua dor.
Se fosse pra te despir, eu seria calor.
E depois o vento frio, num só momento.”
Trecho do Texto – Se fosse pra ser... assim seria!

Ficha Técnica:
Título: Onde é que eu me encaixo?
Autor: Eduardo Fortes
Fotos e Ilustrações: Cris Vieira, Valéria Souza, Janaína Araújo, Douglas Gomes, Eduardo Fortes e Agência Open Multiplick
Revisão: Andréia Luiza de Oliveira Vitorio
Gênero: Crônicas e poesias
Número de Páginas: 159
Preço: R$ 20,00
Onde comprar: Livraria Intelecto, Café Divina Maria, Café Portal e Restaurante Namastê

1 comentários:

Postar um comentário