19 de fev de 2013

[lançamento] As virgens suicidas


Num típico subúrbio dos Estados Unidos nos anos 1970, cinco irmãs adolescentes se matam em sequência e sem motivo plausível. A tragédia, ocorrida no seio de uma família que, em oposição aos efeitos já perceptíveis da revolução sexual, vive sob severas restrições morais e religiosas, é narrada pela voz coletiva e fascinada de um grupo de garotos da vizinhança. O coro lírico que então se forma ajuda a dar um tom sui generis a esta fábula da inocência perdida. 

Adaptado ao cinema por Sofia Coppola, publicado em 34 idiomas e agora em nova tradução, o livro de estreia de Jeffrey Eugenides logo se tornou um cult da literatura 
norte-americana contemporânea. Não por acaso: essa obra de beleza estranha e arrebatadora, definida pela crítica Michiko Kakutani como “pequena e poderosa ópera no formato inesperado de romance”, revela-se ainda hoje em toda a sua atualidade. 






Sobre o autor:

Nasceu em Detroit, nos Estados Unidos, em 1960. Desde 1993, com o lançamento de As virgens suicidas - posteriormente adaptado ao cinema por Sofia Coppola -, é um dos escritores mais aclamados de sua geração. Muito aguardado, seu segundo livro,Middlesex, foi lançado em 2002 e recebeu o prêmio Pulitzer de melhor romance do ano.A trama do casamento é seu terceiro romance.

0 comentários:

Postar um comentário