22 de jan de 2013

[curiosidades] Você já ouviu falar do Homem Chavão?

Homem Chav�o

Este livro reúne chavões sobre todos os assuntos: animais, esportes, família, comportamento... Uma obra divertidíssima, recheada de frases desgastadas que continuam fazendo parte do dia a dia.
Nem as produções hollywoodianas escaparam do sagaz olhar do Homem Chavão: você já percebeu que os roteiros dos filmes de Tom Cruise, Clint Eastwood e Scooby-Doo são sempre iguais?
O livro traz também frases-feitas de jornalistas, apresentadores de TV, esportistas e, principalmente, os clássicos comentários feitos em aniversários, formaturas, casamentos, que já saíram de moda, mas continuam resistindo ao tempo.
Na página 141, o leitor encontra os chavões mais frequentes no caso do falecimento de celebridades.
Confira um trecho do livro:
- Esta é uma perda incrível, não apenas para a/o MPB/esporte/televisão/política/brasileiro, como para o mundo.
- Ele não era apenas talentoso, mas um grande amigo.
- Estou chocado!
- Era o melhor escritor/ator/intérprete/compositor/jogador de todos os tempos.
- Lamentamos com profunda dor e pesar a perda...
- Sempre será lembrado como uma pessoa de excelente trato, cordial e amigo, mas severo e disciplinado.
- Foi um profissional brilhante, que começou de baixo e chegou ao topo, sem nunca perder a humildade.
- A morte dele é uma perda irreparável.
- Deixará, sem dúvida, uma grande lacuna no esporte/televisão/política
- O país perde um de seus últimos intelectuais/românticos/poetas/políticos com visão abrangente e profunda do Brasil. A inteligência sofreu um golpe. Mas as ideias e o exemplo do (falecido) perdurarão.
"Homem Chavão" também lista os sinônimos mais manjados para morrer (como "foi para o andar de cima" ou "abotoou o paletó de madeira"), os bordões de velórios de desconhecidos ("Nossa, ele foi tão novo" ou "Já cumpriu a missão dele aqui!"), as frases mais ditas ou ouvidas logo antes de morrer ("Vai, atira, atira se for homem!", "Eu dirijo melhor quando bebo" ou " 'Xa comigo...") e clichês religiosos ("Deus quis!" ou "Um dia você vai ver que eu estava certo").

Fonte: Panda Books e Folha de S. Paulo
 

0 comentários:

Postar um comentário